Como convencer um homem a fazer o que você quer

Relacionamento a dois é uma verdadeira arte. Podemos afirmar, sem exageros, que trata-se de um dos aspectos mais desafiadores da vida.

Aprender a lidar com sabedoria, calma e perspicácia com o seu namorado ou marido é fundamental para cultivar um bom relacionamento. E mais do que isso: de fazer com que ele, sem nem perceber, faça tudo o que você quer.

Você pode estar pensando agora que parece até que o seu homem é um cãozinho passível de ser adestrado. Não, obviamente, um ser humano é milhares de vezes mais complexo do que um cachorro! E não queremos “vender” técnicas de persuasão do tipo “vendedora”, super clichê e chato.

Porém, temos cinco dicas certeiras e muito eficazes para você melhorar o seu poder de convencimento e tornar-se uma mulher especial. Sim, podemos dizer uma mulher com poderes diferenciados, discreta, hábil, elegante e capaz de conquistar aquilo que deseja. São dicas simples e que podem ser aplicadas imediatamente.

Dica 1 # Agradeça sempre pelas coisas boas e pelas qualidades

Preste atenção em todos os gestos que o seu homem faz. Fique atenta às suas qualidades e virtudes. Escolha o momento certo de elogiá-lo. Por exemplo: ele acorda antes de você, levanta-se da cama e começa a fazer o café.

Quando você chega na cozinha, encontra torradas prontas e café quentinho. Mesmo que isso faça parte da rotina do casal, elogie. E faça isso imediatamente e discretamente. Enquanto estiver tomando café, você pode dizer: “adoro o seu café! O seu café é muito gostoso!” e assim por diante.

Com isso, ele verá como você valoriza as coisas boas que ele faz. Que você o enxerga e dá valor. E, dessa forma, ele procurará fazer sempre as coisas para te agradar. Afinal de contas, quem não gosta de ganhar um elogio sincero.

Mas, atenção: não exagere nos elogios e não enalteça demais a ponto de ficar meloso. Ninguém gosta de pessoas que parecem estar “puxando o saco”. Elogie, mas na medida certa. E seja sempre você mesma. Seja sincera e verdadeira.

Dica 2 # Procure não reclamar e brigar em horas tensas

Todos nós temos um ponto fraco. Com a convivência íntima, começamos a perceber que ele se irrita e tende a perder a cabeça com algumas situações. É tipicamente humano ter sentimentos de raiva, fúria, frustração e quando estamos perto de pessoas íntimas, transbordamos mais facilmente.

As vezes, nos seguramos o dia todo no trabalho porque não dava para explodir com o chefe ou o colega de escritório. Quando chegamos em casa, ao lado de quem amamos, podemos explodir por alguma coisa boba que nos irritou. Isso ocorre com facilidade nos relacionamentos a dois, principalmente, quando já tem mais tempo de estrada.

Portanto, fique atenta as coisas que irritam o seu namorado ou marido. Deixe ele esbravejar e não fique brigando ou se queixando nesse momento. Ele mesmo irá parar depois de colocar para fora aquele sentimento negativo. Com isso, você evitará bater boca com ele. Evitará brigas e desgastes. E com isso, ele será cada vez mais simpático a você e menos turrão.

Pessoas que começam a reclamar demais ou mesmo discutir muito, tendem a ficar mais impacientes e a negar os pedidos da outra pessoa. Se você o entende e deixa que ele mesmo comece a lidar com os seus sentimentos negativos, ele, certamente, passará a confiar mais em você. Mesmo que seja de modo inconsciente.

Por outro lado, não estou afirmando que você deva ficar sempre calada. Tudo depende da situação. Se ele sempre embraveja e acaba te tratando mal, você deve se colocar e conversar em um momento mais calmo.

O que defendo é um comportamento neutro em relação às explosões cotidianas, que não tem envolvimento direto com você. Um exemplo bem típico são os conflitos no trânsito. Por exemplo, ele xinga um outro motorista que o cortou ou se aborrece com o sinal de trânsito que fecha o tempo todo quando estão atrasados.

Essa é uma situação típica para deixá-lo extravasar sem se meter. Se você falar mal do comportamento dele, só agravará ainda mais os ânimos exaltados. E no momento seguinte, ele provavelmente ficará indisposto a fazer as suas vontades ou te atender.

Dica 3 # Se ofereça para fazer pequenos favores e gentilezas a ele

Tenha o hábito de oferecer pequenos favores para ele. A psicologia mostra que toda pessoa sente vontade de retribuir a quem lhe presta favores ou faz gentilezas. Você tem que ser enfática, delicada e simples quando for se oferecer para uma ajuda.

O que quero dizer é que não pode parecer que está fazendo um favor para “jogar na cara” depois. Entende? Precisa ser leve, natural e prazeroso para ambos. É necessário que você goste de agradá-lo e , assim, ele sentirá que pode aceitar a sua oferta.

Ao contrário, quando sentimos que alguém quer forçar uma barra só para ficar com um crédito conosco, preferimos descartar a ajuda. Afinal, falsificar sentimentos é muito ruim para as relações. Portanto, quando damos essas dicas, devemos crer que quem as aceita e as realiza, faz tudo de coração e de verdade.

Afinal de contas, se não for de verdade, é melhor não insistir na relação, não é mesmo?

Portanto, cultivar o hábito de trocar gentilezas é muito importante para o casal. E quando você se oferece, por exemplo, para levar o cachorro dele para passear quando ele está com preguiça, certamente, ele vai topar ver um filme que você escolheu no cinema. Mesmo que não seja de sua predileção.

A vida é uma via de mão dupla. A troca é vital em um relacionamento. Cultive esse hábito desde os primeiros acordes do namoro. Assim, vocês tenderão a viver de forma harmônica, respeitando os tempos e espaços um do outro, assim como os gostos e desejos diferentes.

Gentileza é o degrau mais avançado do respeito e nos traz muitos benefícios, principalmente, a longo prazo.

Dica 4 # Dê liberdade ao seu homem

Esse é um ponto polêmico. Liberdade significa respeitar o espaço do outro. Significa confiança e transparência em uma relação. De forma alguma, dar liberdade é sinônimo de “fechar os olhos” para a traição ou falhas no comportamento ou caráter. Como nos tempos antigos, nos quais as mulheres simplesmente aceitavam que seus maridos “pulassem a cerca”.

Dar liberdade é entender que todo ser humano é um indivíduo. E como tal tem os seus próprios gostos, desejos, vontades, humores, sentimentos…Precisamos entender que namoro e/ou casamento significam um laço afetivo fundamental e precioso. Mas, não devem se transformar em um cárcere de sentimentos, onde duas pessoas passam a reprimir desejos e anseios.

Todos nós, durante a vida, passamos por transformações. Somos como um rio em eterno movimento. Um dia estamos calmos, em outro podemos estar revoltos. E essa mudança exige flexibilidade e entendimento.

Portanto, se um dia o seu namorado ou marido te diz que vai tomar um chopp com os amigos depois do trabalho e não te chama, você deve achar isso normal e natural. Existem mulheres que ficam inseguras toda vez que o homem sai sozinho. Esse é um comportamento negativo que com o tempo leva a um desgaste da relação.

Se existe cumplicidade no casal, a mulher deve valorizar a confiança. Deve, sim, deixá-lo fazer o que tem vontade, sem questionar ou reclamar. O mesmo em relação aos desejos dela. Dando liberdade, você deve receber liberdade em troca. É uma via de mão dupla. Saia com os seus amigos, faça aquilo que gosta e germine em você a aptidão de se divertir sozinha.

Mesmo que sinta falta do seu companheiro, é importante que o casal tenha espaço para a individualidade. Essas atitudes oxigenam o amor, dão mais energia e vontade de ficar junto. Afinal de contas, quem gosta de viver grudado o tempo todo um com o outro, sem ter nem novidade para contar?

Dando liberdade a ele, você terá ainda mais argumentos e elementos para conseguir que ele faça o que você quer na hora certa. Acredite que um homem que percebe que ao seu lado ele usufrui do seu amor, sem perder a liberdade, irá valorizá-la ainda mais.

Toda relação amorosa, desde o início, deve ser construída com base na liberdade. Ao contrário, abre-se o caminho para ciúmes em excesso, possessividade, agressividade e disputas por espaço. Valorize-se, acredite em você e dê liberdade ao seu homem.

Dica 5 # Aposte no poder da delicadeza. A verdadeira força está nas coisas mais delicadas

Saber se comunicar de forma agradável e gentil é fundamental. E isso não se aplica somente ao seu namorado ou marido. Ser uma pessoa delicada e gentil lhe garante um melhor relacionamento com a família, amigos, colegas de trabalho e até mesmo com os desconhecidos. Ninguém gosta de pessoas autoritárias, tensas e grosseiras.

Portanto, quando for pedir algo ao seu namorado ou marido, lembre-se de falar com calma, delicadeza e não parecer que está impondo a sua vontade. Por exemplo, você quer que ele vá com você ao teatro com um grupo de amigos seus. Ou deseja que ele te ajude a terminar uma tarefa da faculdade. Peça a ele, mostre que você aprecia sua companhia e ajuda. Dê valor a ele.

Palavras carinhosas, seguidas por gestos delicados, são praticamente infalíveis. Se vocês tem um bom relacionamento e o seu pedido não é “surreal”, com certeza ele te atenderá com o maior prazer.

Torne-se uma mulher irresistível

Como convencer um homem a fazer o que você quer

Agora que você já leu as minhas cinco dicas para convencer um homem a fazer tudo o que você quer, esteja preparada para ir além. Com o livro Frases da Conquista você poderá se tornar uma mulher capaz de conquistar o homem que deseja ou de fazer com que o seu namorado ou marido seja absolutamente fiel, obediente e apaixonado por você.

Você se tornará uma mulher com habilidades fantásticas de se comunicar, capaz de despertar sentimentos positivos no seu homem toda vez que você falar com ele. Seja pessoalmente, por telefone ou por mensagem, a palavra certa, na hora certa, tem poderes inimagináveis de persuasão e encanto amoroso.

Mais de 25 mil mulheres já estão colocando em prática todas as habilidades conquistadas com as Frases da Conquista. Não perca mais tempo. Seja feliz ao lado de quem ama!

=> Clique aqui e conheça as Frases da Conquista

Thais Ortins